Fintechs – A Disrupção

O poder em nossas mãos

As fintechs tem com base a facilidade, praticidade e comodidade do usuário. Sem enfrentar filas em bancos, processos burocrático e os demais descasos que os bancos oferecem. A ideia dessas empresas tecnológicas digitais é resolver tudo isso em apenas um clique em seu Smartphone.

As taxas de juros baixas, simuladores de financiamento, aumento de limite de cartão, também são um forte destaques, sem contar que não precisa falar com ninguém.

Com a força que as startups estão entrando e investindo  em tecnologia financeira, hoje, já é possível fazer uso dessas facilidades, o que é uma ameaça considerável para os bancos que não aderirem a tecnologia, o próprio presidente do itau falou que eles não podem ficar para trás.

Dividindo os lucros

Os bancos são as em presa que mais lucram no mundo, só no brasil esse lucro chegou a quase 70 bilhões de reais  . E o itau foi receptor de mais de 20 bilhões desse montante.

no mundo, segunda a revista the bankes, o setor bancário faturou quase 1 trilhão de dólares. e as expectativas, não tão distante, é que as fintechs dominem pelo menos 20% desse mercado.

Eficazes e com custo menor

isso mostra que o cliente tem muito a ganhar, principalmente em preço e rapidez dos processos, pois são mais rápidas e tem um custo bem menor que os bancos, dando competitividade nos preços.

No Brasil existem mais de 100 fintechs e 50%das mesmas já alcançaram mais de 1 milhão de faturamento, segundo o relatório do FintechLab. O investimento nessas startups são cada vez maiores.

 

Padrão